Visite as Adegas no Algarve

Descubra os segredos por detrás do vinho do Algarve e desfrute das atividades vínicas nas adegas da região algarvia.

Tempo de leitura: 8min

Beber vinho é uma experiência e não é por acaso que é apreciado em todo o mundo. Desde o wine lover experiente, que entende tudo sobre castas, temperatura, ou ainda, a medida correta de servir o vinho no copo, ao curioso que apenas gosta de experimentar novos sabores. É global, o vinho está no top dez das bebidas mais consumidas no mundo e em Portugal, é a bebida de eleição para acompanhar as refeições. Já conhece o vinho do Algarve e as adegas mais próximas do Belmar Spa & Beach Resort?


Fotografia de Justin Aikin – Unsplash

A Etiqueta do vinho

Quem gosta de vinho, sabe que o paladar é tudo e existem regras que devem ser cumpridas para não interferir no sabor de cada nota. Antes de explorar as adegas no Algarve, conheça algumas regras e siga viagem com mais bagagem para uma proveitosa prova de vinhos do Algarve.

Os copos fazem a diferença

Um copo adequado faz toda a diferença na fruição do vinho. Para degustar desta bebida na sua plenitude, seja exigente e sirva sempre os vinhos nos copos adequados. O tamanho, a forma e a haste no design dos copos de vinho, são pensados ao pormenor.

A complexidade e a intensidade com que são sentidos os aromas variam de copo para copo. Deve começar por escolher o mais básico: a tonalidade do copo deve ser transparente, para poder apreciar a tonalidade do vinho, e a grossura do copo tem de ser fina. Quanto ao material, prefira o cristal ao vidro, por este ser mais fino e poroso. Quando girar o vinho num copo de cristal, forçará as moléculas contra a parede do copo e conseguirá concentrar melhor os aromas.

Quanto aos copos, tome atenção ao que os vinhos necessitam. O vinho tinto, por exemplo, precisa de espaço para respirar, por ter aromas e sabores muito fortes. Já o vinho branco, sobressai nos copos em forma de túlipa. Parecidos aos copos de vinho tinto, mas mais esguios e menores. O vinho rosé, por ser parecido ao vinho branco, deve ser servido em copos semelhantes, mas com o corpo mais largo. Os vinhos fortificados, como o vinho do Porto, o moscatel de Setúbal, ou o vinho da Madeira devem ser servidos em pouca quantidade, por isso, os copos também devem ser menores, mas com um corpo idêntico aos restantes copos.




As zonas vitivinícolas em Portugal


Portugal está dividido em 14 zonas vitivinícolas e cada vinho tem características distintas dos outros. As regiões, incluindo a região autónoma da Madeira e Açores, correspondem à quarta maior área de vinha da Europa, onde são produzidos 343 tipos de castas diferentes, em que todas são aproveitadas para a produção do vinho.

Podemos dividir este número em 149 castas de vinho branco e 194 castas de vinho tinto. Duzentas e cinquenta castas são autóctones, ou seja, são naturais deste belo país. Dessas castas autóctones, destacam-se a Alvarinho, Touriga Nacional ou Alfrocheiro.

Em Portugal existem siglas que denominam a origem dos vinhos. É o exemplo de IG (Indicação Geográfica), DOC (Denominação de Origem Controlada), ou os vinhos de mesa, aqueles que não recebem estas denominações.



Perfis do vinho

As várias regiões vinícolas de Portugal produzem os melhores vinhos, reconhecidos pelo mundo. Cada um tem as suas características e estão subdivididas em três perfis, Atlântico, Montanhoso ou Continental e Mediterrâneo ou Planície. O que os distingue é o terroir e as suas especificidades como o solo e o clima.

Perfil terroir Mediterrâneo ou Planície: clima quente em que é por vezes necessária irrigação, onde as uvas amadurecem facilmente. O solo é argila-calcário. Aqui se inserem os vinhos do Algarve.

Perfil terroir Atlântico: ventos frescos, temperaturas moderadas e húmidas, com alguma nebulosidade. O solo é arenoso e fértil, as uvas têm menor maturação.

Perfil terroir Montanhoso ou Continental: o solo é de granito e xistoso, normalmente encontra-se numa zona com presença fluvial. O clima é de amplitude térmica alta e de chuva fraca a moderada.






Adegas no Algarve

O lado bom da vida deve ser aproveitado e é nas férias que as novas experiências são saboreadas com outra energia. Aproveite os dias no Algarve à descoberta das melhores adegas e as suas provas de vinho.



Fotografia de Armando Castillejos - Unsplash


Monte da Casteleja

No Monte da Casteleja, a produção do vinho à moda antiga é a premissa desta família que continuou o sonho do avô em criar vinho de uma qualidade inegável. É desde 2002 que as uvas são selecionadas e cortadas manualmente, e pisadas tal como imaginamos, utilizando apenas a força e cooperação de uma equipa, sem recurso a maquinarias.

O vinho, para além de preservar técnicas antigas, demarca-se por ter uma produção biológica num terroir especial com solo argilo-calcários, onde a água das chuvas de inverno fica armazenada para brindar as vinhas durante o verão.

Visite a loja e faça uma prova de vinhos no Monte da Casteleja. Para agendar a prova de vinhos basta visitar o website, marcar e desfrutar deste vinho biológico do Algarve.

Horário: reabre no início da primavera de 2022.
Distância do Belmar Spa & Beach Resort: 13 minutos


Villa Alvor

Antiga Quinta do Morgado da Torre, agora Villa Alvor, encontra-se entre a ria de Alvor e a Serra de Monchique. Nesta herdade de 80 hectares é produzido mais um belíssimo vinho algarvio na vertente tinto, rosé e branco. Os solos equilibrados argilo-calcários e o microclima fresco dão todas as características que os terroir de Provence, são às suas uvas.

Uma das gamas destes vinhos oferece a experiência de provar castas autóctones, provenientes do Algarve. Noutra gama, é honrada a herança da cultura da vinha no Algarve, deixada pelos romanos. Nos rótulos estão representados os mosaicos deste povo. A gama deste vinho existe nas variedades de tinto, branco e rosé.

Faça uma prova vínica no Villa Alvor mediante marcação através do e-mail: loja.villaalvor@aveleda.pt

Horário: Aberto de segunda a sábado. De abril a setembro: 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00. De
outubro a março: 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 17:00.
Distância do Belmar Spa & Beach Resort: 20 minutos


Quinta do Francês

Mais uma quinta com um vinho de qualidade fornecida pelo clima e solo do Algarve. Desta vez, falamos de uma herdade próxima da cidade de Silves com 8 hectares de comprimento. Esta é uma herdade de ambiente familiar, com paisagens únicas junto à ribeira de Odelouca.

A posição geográfica das vinhas beneficia do sol e do típico solo argiloso e calcário. Desta fusão de qualidades nasce as castas Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah, que já deram a esta herdade prémios e reconhecimentos internacionais.

Visite também esta adega com direito a explicações sobre o vinho, a história e conheça todos os procedimentos para chegar a este vinho premiado da Quinta do Francês.

Horário: De março a novembro aberto de segunda a sexta, encerra aos fins de semana. De
novembro a março aberto de segunda a sábado, encerra aos domingos. Visite das 10.00 a 13.00 e das 14.00 às 17.30.
Distância do Belmar Spa & Beach Resort: 29 minutos


Quinta dos Vales

Nesta herdade será notório a paixão por duas áreas, as artes e o vinho, claro. As vinhas e os jardins estão repletos de esculturas coloridas e por esse mesmo motivo, a visita torna-se algo mais que uma simples prova de vinhos. Esta quinta foi considerada uma das melhores da região do Algarve e tem as portas abertas desde 2007. É um projeto familiar entre pai e filho com a mesma paixão e a ambição única de produzir vinho de qualidade e não em quantidade.

São várias as opções de degustação de vinhos presentes nas experiências oferecidas na Quinta dos Vales. Se decidir à última hora provar estes vinhos, basta aparecer, provar e passear pelos jardins. Existem outras opções, onde são incluídas às degustações as explicações de um enólogo.

As uvas saem de uma herdade com 44 hectares, com o solo igualmente argilo-calcário que força as videiras a perfurar o solo em busca de água e assim tornarem-se resistentes e dando um fruto ótimo.

Horário: aberto todo o ano de segunda a sexta-feira.
Distância do Belmar Spa & Beach Resort: 31 minutos


Quinta do Barranco Longo

Nesta quinta é produzido um dos vinhos mais reconhecidos do Algarve, fica no coração da região, no Algoz, que pertence ao concelho de Silves. O produtor selecionou castas nacionais e internacionais que crescem sob o clima puramente mediterrânico. A vindima é feita à mão, mas já na adega, nos equipamentos e processos, é utilizada a tecnologia de vanguarda.

O Barranco Longo conta com mais de 20 anos de história a servir um vinho de qualidade, produzido nos seus 120 hectares de vinhas. O produtor conta nos próximos anos abrir um espaço dedicado às provas e visitas à quinta, pelo que para já, ainda não é possível fazer as provas deste vinho na herdade. Encontre esta marca algarvia em vários restaurantes, lojas gourmet ou em lojas da especialidade.